Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Crónicas de um Intestino Irritável

Há quem diga que é o segundo cérebro do nosso corpo, há quem defenda que é o mais inteligente. Aqui ficam as crónicas de um intestino irritável com todas as suas peripécias e salamaleques.

Crónicas de um Intestino Irritável

Há quem diga que é o segundo cérebro do nosso corpo, há quem defenda que é o mais inteligente. Aqui ficam as crónicas de um intestino irritável com todas as suas peripécias e salamaleques.

Golden Milk

28947733_10210985009810533_2038097905684710139_o.j

 

Alguém nos disse: "Ah e tal, devias experimentar, é bom e como é fácil de fazer, deve dar para ti."

 

O quê? Uma bebida com pimenta, açafrão - ai, peço desculpa, "curcuma", que açafrão é caro como um raio - e uma série de especiarias que servem para condimentar pratos salgados?... vá... está bem... só há 2 especiarias, na receita, que servem para pratos salgados, mas ainda assim basta para o meu alerta esquesitice ter disparado e um radar vermelho começar vivamente a girar na minha mente e a gritar: "isto não é para ti!".

 

acontece que o intestino masculino cá da casa, como que por acaso, viu esta receita pela mesma altura, experimentou, fez aqui para este intestino esquisito que - assim que cheirou a dita cuja - não lhe conseguiu resistir... sim, o aroma era o de um belo leite-crème. E sim, o tal "Leite Dourado" (por mais mal que soe) era realmente bom! Bebi tudo até ao fim e ainda lambi as beiças!

 

Mas afinal, o que é isto do Golden Milk?

 

Favorece a memória e o humor, reforça o sistema imunitário, ajuda na perder de peso e a dormir melhor, fortalece as defesas do organismo e... tem curcuma, o "tempero da vida" com super-poderes anti-inflamatórios e antioxidantes!


Dizem as más línguas que é uma das tendências de 2018! O Golden Milk é uma bebida de origem ayurvédica, com vastos benefícios para a saúde. Para além do mais, e quanto a mim, é daqueles manjares que aconchegam a alma!

 

A sua preparação não podia ser mais fácil e tem, como base, uma bebida vegetal (eu uso leite de arroz, mas pode ser outro), u (açafrão-da-terra) - responsável pela cor e, consequente nome do dito cujo - e outras especiarias. 

 

RECEITA

Ingredientes

  • Leite vegetal
  • Duas colheres de chá de u
  • Uma pitada de pimenta preta
  • Canela
  • Gengibre (coloco ralado)
  • Cardamomo
  • Cravinho

Preparação
Colocar todos os ingredientes num tachinho e mexer até se misturarem.
No fim, polvilhar com a canela.

 

 

 

 

Uma granda Bolonhesa!

FullSizeRender (14).jpg

 

Se há uma coisa que me deixava a salivar, era a Bolonhesa da minha mãe! Ah e tal, dias tristes: Bolonhesa da mãe; dias com pouco sabor: Bolonhesa da mãe; a precisar de mimos: Bolonhesa da mãe - e de preferência com muito queijo ralado.

 

Foi por isso que este fim de semana me dediquei a reproduzir tal e qual a receita desta Bolonhesa mas com Seitan em vez da bela carnuxa! Não é a mesma coisa - não poderia - mas ficou muito boa e substitui calmamente a outra. Eu e o intestino agradecemos :)

 

Fiz esta bolonhesa não só para acompanhar uma massa de Quinoa, mas também, por exemplo, para rechear legumes.

 

RECEITA DA BOLONHESA

 

Ingredientes

  • 500gr de seitan 
  • 1 cebola
  • 1 cenoura 
  • 3 alhos
  • 4 pés manjericão 
  • 1 molho de salsa
  • 1 pé de aipo
  • Louro
  • 1/2 copo pequeno de vinho branco 
  • Tomilho
  • 1 lata de tomate bio
  • 1 tomate maduro

Preparar

  1. Refogar a cebola e algo com louro e tomilho
  2. Adicionar cenoura e manjericão e salsa triturados

FullSizeRender (11).jpg

FullSizeRender (12).jpg

3. Juntar a seitan e deixar a tomar gosto 10 min
4. Deixar refogar bem e juntar o vinho branco - deixar evaporar
5. Adicionar o tomate triturado
6. Mexer bem - baixar o lume - tapar e deixar 1 hora a cozinhar

 

Voilá!

 

Intenção: Saúde Perfeita

11351298_10204171535357930_8584225770014309951_n.j

Por causa da nossa irritabilidade, há muitos anos que a nossa alimentação é mais cuidadosa do que a grande maioria das pessoas: mas nunca demasiado rigorosa. Fritos, cafés, molhos, picantes - sempre nos irritaram e já eram deixados à margem do nosso pretensioso palato. Mas sempre gostámos de experienciar os vários paladares que à boca pudessem chegar. 

 

Provar, comer, cheirar, sentir e aconchegar: somos verdadeiros food lovers! Animar o espírito tendo a boca como meio pode tornar-se um hobby bastante apreciado e, por vezes, viciante. Olhar, sentir o aroma, por na boca, sentir a textura, mastigar, salivar, engolir: uma das coisas mais consoladoras para quem vive intensamente numa sociedade de informação activa em pleno século XXI!

 

Foi por isso que ficámos espantados - se é que não ainda mais irritados - quando no nosso Retiro "Ensinamentos da Índia", com Rute Caldeira, a mensagem era para trabalhar a nossa saúde perfeita. Contudo, depois de respeitarmos tamanha teimosia, demos por nós a apaixonarmo-nos.

 

Frequentamos os retiros da Rute Caldeira - Uma Dieta Espiritual - 2 vezes por ano. Até agora tem sido assim e, se mais houverem, a mais iremos. Para além do descanso, o enorme Amor partilhado pelo grupo que se junta em cada ocasião e os ensinamentos revelam-se preciosos. Confessamos que no dia da partida nos sentimos sempre... bastante medrosos, uma vez que vamos de uma forma e nunca sabemos como regressamos! São 3 dias de pura comunhão connosco mesmos, de partilha, onde o sentido de comunidade é recebido e integrado com emoção. São, também, 3 dias a renovar energias e a enfiar pérolas pela boca! Pérolas que debulham saúde. E posso garantir que quando comemos pratos feitos com Amor: até a nossa alma se lambuza! 

11095684_10204162193084379_9032363857657316204_n.j11393233_10204169717472484_3093225095134960370_n.j

 

O último retiro aconteceu em Maio de 2015 e aconteceu ao abrigo dos projectos Zen Family e BioFamily. Para além do Yoga diário, a BioFamily cozinha tendo em conta o estilo de vida e ensinamentos da Macrobiótica. A única aproximação ao que era a Macrobiótica que tínhamos tido, havia sido um comentário - há mais de 7 anos - de uma amiga que disse que a Macrobiótica era "algo complicado e cheio de detalhes - não havia paciência para a coisa". E nós, como gente prática que somos, interiorizámos esta indicação agradecidos. Quem é que gosta de complicações? Acontece que nesta estadia, algo mudou. Todo o alimento experienciado era acolhido com gosto e verdadeiro prazer. Não sabíamos explicar, não queríamos acreditar ou pensar muito sobre o assunto: apenas percebemos que algo tinha de mudar.

 

Desde então, a Macrobiótica e o Yoga entraram na nossa vida. Esperamos que nos acompanhem nesta mudança!

 

1384295_10204162190204307_8169868008509466557_n.jp11393122_10204162191124330_8770733731954988920_n.j